Streptococcus pyogenes – O que é? Qual o melhor tratamento?


A bactéria Streptococcus pyogenes é uma das principais responsáveis por casos de faringite bacteriana.

Altamente contagiosa, as Streptococcus deste tipo não afetam nenhum outro animal além dos seres humanos, podendo ser transmitidas através do contato direto com fluidos corporais, como no compartilhamento de garfos, colheres, facas, copos, gotículas de saliva, tosse ou espirros.

Beijos também podem ser um veículo de transmissão, além de mãos contaminadas por secreções infectadas. Uma vez contaminado pelas bactérias, o indivíduo pode ou não apresentar diversos sintomas.


O que é o Streptococcus pyogenes?

O que é o Streptococcus pyogenes?

Streptococcus pyogenes

As bactérias recebem seus nomes também com base na sua forma e em como se associam.

Os “cocos” são chamados assim porque tem forma de esfera, lembrando um coco. Quando estão sozinhos, são chamados apenas de “cocos”, em dupla, recebem o nome de diplococos, em quarteto, tétrade e por fim, o que é de interesse deste artigo: Os aglomerados em longas cadeias, chamados estreptococos.

Causadores de diversas doenças no ser humano, estas bactérias causam a beta hemólise, ou seja, resultam na total destruição de hemácias quando em contato com elas. São consideras bactérias gram-positivas do grupo A de Lancefield.


Que doenças pode originar?

Que doenças pode originar?

Bactéria

Apesar de ser muito mais conhecidas pelos males causados à faringe, os Streptococcus podem causar desde choques tóxicos até doenças como a escarlatina. Algumas destas patologias são:

A Faringite

A faringite é uma doença caracterizada pela inflamação e enrubescimento da garganta. Embora a maior parte dos casos tenha sua natureza em vírus, a prevalência das bactérias S.pyogenes é muito maior dentro dos casos de infecção bacteriana; A pessoa afetada apresenta febre, dores de

garganta, mal-estar e cefaleia. Para distinguir uma faringite viral de uma bacteriana, deve-se levar em conta o surgimento abrupto de sintomas, como os linfonodos na região logo abaixo da mandíbula aumentados e doloridos.

Escarlatina

A Escarlatina também se trata de uma infecção da faringe. Cerca de 2 dias depois da manifestação da faringite aparecem manchas vermelhas no peito (eritemas) que logo se espalham pelo corpo. Os sintomas incluem dor de garganta e febre alta.

Fasciite necrosante

Esta é a doença das “bactérias devoradoras de carne”. A fasciite necrosante é uma forte infecção, que segue necrosando desde a pele até as fáscias dos músculos esqueléticos.

É tratada com cirurgias de emergência, sendo impossível o tratamento lento com antibióticos ou o risco de as bactérias resistirem à medicação.

A Erisipela

A erisipela é uma patologia caracterizada principalmente pela vermelhidão difusa nos membros do paciente, além da formação de bolhas no caso da variação da doença, a erisipela bolhosa, e da sensação de forte calor nas regiões.


Outras doenças causadas pela bactéria

Doenças causadas por Streptococcus pyogenes

Bactérias

As bactérias também podem causar o Impetigo ou pioderma, que é uma inflamação com formação de pústulas que se rompem deixando feridas que acabam por facilitar infecções;

A síndrome do choque tóxico acontece quando as bactérias alcançam a corrente sanguínea e é potencialmente fatal, com taxa de mortalidade de 50%.

Já no caso de gestantes, a infecção também pode causar a febre puerperial (pós parto); as causas incluem  más condições de higiene no ambiente, partos muito longos, ou a  presença de restos ovulares.


Tratamento adequado

Tratamento adequado

penicilina G

A principal escolha dos especialistas no tratamento contra as doenças causadas pelo Streptococcus pyogenes é a penicilina G.

Embora vários outros antibióticos respondam bem no combate ás infecções, devido a seleção natural os estreptococos tem se mostrado mais resistentes a certas medicações, ao passo que até agora não se tem registros de resistência em escala significativa à penicilina, ou seja, as bactérias ainda não desenvolveram formas de defesa contra este medicamento e por isso é o mais viável.

O tratamento consiste principalmente em repouso do paciente e manutenção de antibióticos, além do tratamento sintomático da doença que possa estar sendo manifestada devido a esta infecção.

No entanto, como alguns pacientes são alérgicos à penicilina, é recomendado que nesse caso seja feia a prescrição do uso de eritromicina ou azitromicina, obtendo-se os mesmos resultados, sem riscos para a saúde do paciente.

Loading...
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Relacionados do blog...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *