Herpes na garganta – Sintomas, prevenção e tratamento


Neste artigo iremos falar sobre o herpes na garganta, as causas do seu aparecimento, como prevenir e alguns dos tratamentos.

O herpes é uma infeção comum causada pelo vírus herpes simplex. Este divide-se em duas categorias: HSV1 e HSV2. Ambos se podem manifestar na boca, face e orgãos genitais.

É um vírus que pode ser facilmente transmitido através de relações ou por um simples beijo. Esse vírus nem sempre é detetado rapidamente, sendo que se camufla por algum tempo até dar sinais da sua existência.

Muitas pessoas nem têm noção do que é, nem como podem pegar. Por isso, muitas vezes temos ou pegamos sem saber quando, nem quem nos transmitiu. Assim que a pessoa fica infecta pelo herpes, permanece infectada por toda a vida.

Ele pode aparecer em várias áreas diferentes do corpo. Caracteriza-se por uma erupção de um conjunto de bolhas, no entanto, algumas pessoas manifestam esses sintomas muito levemente.


Herpes na garganta

Herpes na garganta

Vírus

Apesar de haver vários tipos de infeções na garganta, o herpes é uma das infeções mais comuns de hoje em dia.

É um dos tipos de herpes mais raros e é conhecido como Herpes esophagitis.

O herpes da garganta é particularmente alarmante porque um sistema imunitário saudável previne o aparecimento de vírus na garganta. Sendo aconselhável visitar um médico especialista para avaliar a origem do seu surgimento e a gravidez.

É visto principalmente em pessoas com um sistema imunitário fraco devido a causas mais graves. Por isso este vírus é mais comum em pacientes com SIDA, doentes de câncer que fazem radioterapia e quimioterapia ou pessoas com transplante de órgãos.

Nestes casos a reaparição tende a ser mais frequente, grave e com maior duração.

Poderá gostar: Remédio para afta na língua


Como prevenir o seu aparecimento

Como prevenir o seu aparecimento

Alimentação Saudável

Um dos métodos mais comuns para prevenir o aparecimento do herpes na garganta é através de uma rotina básica demonstrada na tabela a seguir.

Médico Visitar um médico de forma regular para saber se está tudo bem com a sua saúde
Preservativos Utilizar sempre o preservativo, visto que é um dos métodos mais básicos para evitar o aparecimento de herpes
Alimentação Ter uma alimentação saudável, impedindo que o sistema imunitário enfraqueça
Higiene Manter sempre uma higiene bucal adequada e nunca partilhe a sua escova de dentes
Relações Evitar ter relações com pessoas afetadas pelo vírus

É muito difícil  tratar os sintomas de herpes da garganta, visto que ainda não há um tratamento final e definitivo de curá-lo. Então, como  dizem, a prevenção é sempre melhor que a cura.


Transmissão do herpes

Transmissão do herpes na garganta

Transmissão do herpes através de beijos

É geralmente transmitido através de relações desprotegidas com alguém afetado com o vírus ao entrar em contacto com o muco originado pelo herpes.

No entanto, a pessoa infectada após entrar em contacto com o muco, se não lavar corretamente as mãos, pode espalhar o vírus. Seja para os lábios, genitais ou cavidade oral.

A sua transmissão começa através dos nervos para os gânglios nervosos, onde não causam sintomas durante muito tempo. Quando reativados, devido a vários factores,como por exemplo: menstruação, tensão emocional ou outras infeções; o vírus volta a aparecer através do sistema nervoso.

O seu desaparecimento, após uma nova crise de herpes, pode demorar dias ou meses, dependendo da susceptibilidade da pessoa.


Sintomas de herpes na garganta

Sintomas de herpes na garganta

Garganta com/sem amigdalite

É muito importante identificar os primeiros sintomas de herpes.

Se o tratamento for efetuado nas primeiras fases do vírus, pode evitar-se o aparecimento de bolhas e diminuir a duração do mesmo.

O primeiro sintoma não se manifesta durante muito tempo, tal como referido anteriormente. Portanto, assim que alguns dos seguintes se manifeste é importante procurar o mais rápido possível a ajuda de um médico especialista para efetuar os exames adequados.

Os sintomas mais facilmente detectáveis do herpes localizado na garganta são:

  • Ardor, coceira, dor e vermelhidão;
  • Mau-estar geral, febre e dor de cabeça;
  • Dificuldades em engolir e comer;
  • Sensação de queimadura na boca;
  • Rigidez no pescoço;
  • Pequenas bolhas ou vesículas vistas perto da úvula.

O principal sintoma da presença de herpes presentes na garganta é o surgimento de pequenas bolhas perto da úvula (garganta). Elas podem estourar e causam cicatrizes dolorosas ao longo do palato!

Poderá gostar: Qual o melhor tratamento caseiro definitivo para a herpes genital?


Tratamento

Tratamento

Laticínios

Muitas pessoas pensam já estar curadas devido ao vírus não se manifestar, mas raramente é verdade.

O vírus do herpes permanece no nosso organismo durante muito tempo, por isso o seu tratamento é mais complicado e complexo do que parece.

Há pessoas em que os sintomas surgem apenas uma vez, mas isso não significa que o problema esteja resolvido. Portanto, consulte sempre o seu médico para não infeccionar outras pessoas.

A cura definitiva para este problema, já anda a ser estudado à muito tempo. O seu tratamento é feito através de medicamentos antivirais, por via oral e tópica. Com o objetivo de diminuir a duração dos sintomas e prevenir o risco de transmissão, visto ser um vírus altamente contagioso.

O comprimidos mais conhecido para o seu tratamento é:

Aciclovir Este comprimido é também conhecido como Zovirax. Toma-se 5 vezes ao dia, durante 5 a 10 dias e trata ataques mais graves do herpes. Não tem efeitos secundários mas não elimina o vírus das células nervosas, sendo que o herpes irá reaparecer.

No entanto, há quem acredite que uma dieta saudável à base de aminoácidos, como por exemplo, lacticínios, fermento e batatas, e o consumo de bastante água possa ajudar e prevenir o reaparecimento do herpes.

Infelizmente, ainda não há evidências conclusivas que possam afirmar que apenas uma boa dieta cure o problema.

Loading...
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Relacionados do blog...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *