Como Secar o Leite Materno? O Guia Definitivo

Muitas mães depois de um tempo amamentando seus filhos acabam por se deparar com um problema muito comum: como secar o leite materno?

Torna-se um problema principalmente por dois fatores: o primeiro deles é a dor e o desconforto que causa a produção excessiva de leite mesmo depois que o bebê para de mamar.

O segundo motivo é mais emocional e tem a ver com a quebra que ocorre a partir do momento em que esse vínculo mãe-filho se inicia.

É por isso que este artigo vai lhe mostrar como secar o leite materno da melhor forma possível e ensinar você a lidar com essa segunda quebra de cordão umbilical.

A Maneira Correta de Secar o Leite Materno

A Maneira Correta de Secar o Leite Materno

A idade ideal de uma criança deixar de ser amamentada é de aproximadamente 6 meses de vida. Após esse período a criança já está preparada para receber suas primeiras vitaminas e nutrientes que vêm de outros alimentos.

Para isso é preciso começar a desmamar a criança gradualmente – o desmame repentino pode causar mastite (inflamação das mamas).

A partir daí as mamães começam a passar por algumas dificuldades na hora de secar o leite, pois, mesmo depois que a criança para de mamar, os seios continuam produzindo leite.

Esse leite seca de maneira natural. E é preciso tornar esse processo o menos incômodo possível, já que, se o bebê não se alimenta dele, corre-se o risco de o leite empedrar (o que causará dores e desconforto para a mamãe).

O erro de muitas mães é bombear o leite estimulando os mamilos, o que provoca o efeito reverso, já que esse estímulo irá produzir mais leite – o bombeamento de leite só deve ser feito em caso de inchaço dos seios.

Poderá gostar: Dor na mama esquerda. O que é?

Tendo estas informações em mãos separamos algumas dicas que farão com que o seu leite seque mais rapidamente:

  • Tomar banho quente ajuda a aliviar a pressão e o desconforto nas mamas.
  • Tome remédios que contenham paracetamol e ibuprofeno, que também reduzem o desconforto.
  • Use sutiã de apoio, mas não o deixe muito apertado, isso pode fazer com que os mamilos sejam estimulados.
  • O chá de sálvia contém estrogênio natural, o que, aparentemente ajuda no processo de secura do leite.
  • Use compressas frias sobre o peito, ou ainda a folha do repolho, também ajudam nesse processo.
  • Segundo especialistas a vitamina B6 ajuda a suspender a produção de prolactina (responsável pela produção de leite no plasma sanguíneo).
  • Beba bastante água – evita o desconforto também.

Mas, apenas lembrando que algumas dessas dicas, sobretudo as que se utilizam de remédios e vitaminas, precisam passar pelo aval do seu médico – afinal cada organismo é diferente.

Em casos mais graves o seu médico pode indicar uma injeção de estrogênio, entretanto, é muito pouco provável que isso aconteça já que algumas injeções contêm agentes cancerígenos – o que tem ocasionado o seu desuso.

Quebrando o Segundo Cordão Umbilical 

Quebrando o Segundo Cordão Umbilical 

Como a produção de leite está intrinsecamente ligada à produção de hormônios no corpo da mulher é natural para as mamães mais sensíveis que o processo de desmama da criança seja algo um pouco doloroso.

Em todo caso o apoio da família e de amigos pode ser uma maneira de driblar os sentimentos que possam vir a surgir, como a culpa, inadequação à maternidade e tristeza.

Se por acaso persistir, busque apoio em grupos ou ajuda psicológica.

Poderá gostar: Corrimento Amarelado na Gravidez – Tudo o que Você Precisa Saber

Ajude Outras Mamães e Crianças

Ajude Outras Mamães e Crianças

Cabe aqui também um ato de solidariedade para este artigo.

Se a sua criança já está grandinha e ainda há leite, antes de secá-lo, doe aos bancos de leite. Existem inúmeras mamães que não conseguem produzir leite – a isso dá-se o nome de hipogalactia e está relacionada a diversos fatores.

Sabe-se que as crianças precisam exclusivamente de leite materno pelo menos até os 6 meses de vida, então, aqui está a oportunidade de fazer algo bonito e ajudar outros bebês a nutrirem-se mais e melhor.

E então gostou do nosso artigo? Comente abaixo, marque seus amigos e amigas e até a próxima!



Relacionados do blog...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *