Ardência no canal da urina. Veja o que é e como tratar

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

A dor ou ardência a urinar pode ser um sintoma de infeção urinárias mas não só.

Existem outros problemas do trato urinário ou ginecológico que estão associados a este sintoma. Saiba mais ao longo do artigo.

O que é ardência no canal da urina?

O que é ardência no canal da urina?

A ardência ou dor no canal da urina, enquanto urinamos, tem um nome específico, chama-se disúria. A presença deste sintoma normalmente está associado a uma infeção urinária, mas também está presentes em outras patologias, nomeadamente a nível ginecológico.

Quando uma pessoa está com disúria, é aconselhável sempre aconselhar-se junto de um médico ou especialista, para verificar qual a causa e o tratamento mais adequado. Este sintoma é mais comum em mulheres, especialmente em mulheres jovem e sexualmente ativas.

Quando o cheiro da urina é intenso e com odores desagradáveis, normalmente é um indicador que ela pode conter bactérias associadas a uma infeção.

Poderá gostar: O melhor chá para Inflamação no Útero

Causas da ardência

Causas da ardência

Como anteriormente mencionado, as causas podem ser várias para existir ardência no canal da urina.

Veja alguns exemplos:

  • Infeção da bexiga (também conhecida como Cistite)
  • Infeção renal (também conhecida como Pielonefrite)
  • Infeção da próstata, no caso dos homens (também conhecida como Prostatite)
  • Infeção da uretra (também conhecida como Uretrite)
  • Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
  • Obstrução da Uretra
  • Cálculos urinários (se estiverem a descer pelo canal da urina, a uretra)
  • Irritação ou alergia externa a produtos de higiene
  • Deficiência hormonal, por exemplo a secura vaginal, em mulheres na pós-menopausa
  • Infeção na vagina ou vulva (se não tratada pode alastrar para outras zonas, como a uretra, através de corrimento)

Aconselha-se que prevenir esta dor ou ardência, quando causada por uma infeção, o paciente tenha alguns cuidados como beber cerca de 2 litros de água. Uma boa higiene, feita com produtos com ph neutro também previne estas infeções.

No caso de ser mulher, por vezes a infeção pode dever-se a bactérias presentes no ânus, vagina, e vulva, por isso a mulher deverá limpar-se sempre de frente para trás, no fim de urinar ou defecar, e também no fim do ato sexual, para as bactérias presentes nessas zonas não irem para a uretra.

Melhor tratamento para a ardência no canal da urina

Melhor tratamento para a ardência no canal da urina

O tratamento vai depender sempre da causa, por isso é sempre recomendável que consulte um médico ou especialista. Normalmente o médico irá prescrever antibióticos para atacar a infeção causada por bactérias e também irá aconselhar que aumente o consumo de água para ajudar a limpar o canal da urina, a uretra.

Alguns médicos costuma receitar analgésicos, principalmente a Fenazopiridina, que faz com que a cor da urina se altere, deixando-a vermelha, laranja, azul ou verde, mas s analgésicos não são aconselhados, porque podem até tirar a dor, mas não irão tratar da causa da dor, por isso a dor irá sempre voltar. Para não falar das consequências que o não tratamento de uma infeção pode provocar.

Existem dois remédios caseiros que pode optar para ajudar no seu tratamento, são eles:

Sumo de Melancia

A melancia é bem conhecida pelas suas propriedades contra as infeções urinárias. Faça um sumo natural da fruta e beba cerca de 3 a 4 vezes por dia.

Chá de salsa

A salsa possui propriedades naturais diuréticas que ajudam a eliminar da bexiga qualquer organismo infecioso e também ajuda a controlar as cólicas menstruais, e ainda ajuda a combater a anemia, devido à sua elevada quantidade de ferro. Ferva em 2,5 litros de água, cerca de 20 gramas de salsa.

Coar e reservar.

Este chá deverá ser substituto da água e deverá ser bebido, no mínimo, de 3 em 3 horas pelo paciente. Para não perder as suas propriedades medicinais, este preparado deverá bebido no mesmo dia em que for preparado.


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *